domingo, 24 de abril de 2016

Secretaria de Saúde de Caucaia realiza de 25 a 29 de Abril Levantamento do Índice Rápido Para Mapear os Riscos de Infestação do Aedes Aegypti

Durante a semana o Núcleo de Controle de Endemias e Zoonoses  através dos agentes de controle de endemias estará realizando o mapeamento dos bairros urbanos utilizando a ferramenta solicitada pelo Ministério da Saúde, o Índice Rápido de Infestação Predial - LIRA, aplicado em uma amostragem de casas pesquisadas para a identificação da infestação do Aedes Aedes Aegypti permitindo uma avaliação, enquanto a dispersão do mosquito nos bairros passando a classificá-los em estado de baixo risco, alto risco ou alerta para o melhor direcionamento das estratégias operacionais de ataque aos locais de maior proliferação do transmissor da Dengue, Zika e Febre Chikungunya. 
Conforme balanço realizado pela Secretaria Municipal de Saúde de Caucaia de janeiro a abril já foram vistoriados 114.1197 imóveis entre prédios públicos, comércios e industrias. No mesmo período ficaram fechados 11.369 imóveis. De janeiro a abril foram realizados 02 ciclos de visitas domiciliares com intervalos de 60 dias, Nesta segunda feira (25 de abril) dará inicio o 3º ciclo de visitas domiciliares seguindo até dia 30 de junho.

Núcleo de Controle de Endemias e Zoonoses de Caucaia Realiza Monitoramento para o Controle da Leishmaniose Visceral (Calazar)

A ação tem como finalidade estabelecer uma fase de estudos no período mais favorável para a transmissão do agravo, e assim direcionar as medidas de prevenção e controle químico do vetor a serem adotadas. Vale lembrar que em Caucaia a maioria de casos de Leishmaniose Visceral (Calazar) estão concentrados na região urbana. 
Segundo o levantamento histórico dos casos humanos de Leishmaniose visceral nos últimos 05 anos  verificou-se a necessidade do monitoramento ser realizado em oito localidades na área urbana com a maior concentração dos casos. Nos pontos de coletas nas oito localidades estão sendo instaladas as armadilhas no intra e peridomicílio, em especial nos locais com atrativos  para o mosquito com galinheiros, pocilgas e em cômodos das pessoas dormir. Após 12 horas as armadilhas são retiradas e encaminhadas ao laboratório para identificação da espécie. 
O Calazar é um dos principais problemas de saúde pública, sendo fundamental o monitoramento direcionando os locais para as  ações de controle, conforme orienta o Programa Nacional de Controle da Leishmaniose Visceral.   

Núcleo de Controle de Endemias e Zoonoses de Caucaia - 3342.8010

segunda-feira, 28 de março de 2016

Controle de escorpiões está sendo implantado em Caucaia

A Secretaria Municipal de Saúde de Caucaia em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado por meio do Núcleo de Controle de Vetores de Doenças Transmissíveis realiza nos dias 30 e 31 de março o curso de capacitação para os profissionais agentes de controle de endemias que atuaram no controle de escorpião. O objetivo da instalação do Programa de Controle de Escorpião é realizar o levantamento, monitoramento e avaliação, com o mapeamento das áreas de maior concentração de ocorrência, ou acidente por escorpião, e ainda sendo feita notificações de acidentes e atendimento de demandas espontâneas da população. Vale lembrar que a capacitação abrangerá também os municípios que compõem a 2ª Coordenadoria Regional de Saúde. Após a implantação a Secretaria de Saúde do Município de Caucaia disponibilizará o telefone de contato para o atendimento a população.
Conforme esclarece o Núcleo de Controle de Endemias e Zoonoses de Caucaia após as chuvas é muito propício o aparecimento de escorpiões, considerados animais peçonhentos  que injetam veneno por ferrão na ponta da cauda, sendo encontrados em ambientes habilitados pelo homem, principalmente próximo aos córregos, cemitérios, construções e linha férrea. Eles se escondem próximos as residências, entulhos, embaixo de pedras, mato, lixo, tijolos, telhas etc...Dentro das casas, a atenção, em especial, deve ser na saída de esgoto, ralos e caixa de gordura, pois os escorpiões procuram locais escuros e se alimentam principalmente de baratas. Por isso, a importância de se combater o aparecimento desses insetos, que se tornam atrativos.

Programação:
30.03 - Capacitação Téorica para os profissionais envolvidos - 2ª CRES - Caucaia;
31.03 - Aula prática - Casa a casa com a captura e investigação no bairro Nova Metrópole, devido a demanda.


segunda-feira, 14 de março de 2016

SECRETARIA DE SAÚDE DE CAUCAIA DIVULGA PARA ESSA SEMANA CRONOGRAMA DE AÇÕESPARA COMBATER O AEDES AEGYPTI

A Secretaria Municipal de Saúde de Caucaia passa a intensificar as ações visando o combate ao Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya, em todos os locais da cidade, priorizando os locais mais afetados. Durante essa semana o próximo bairro a ser contemplado, em decorrência do elevado índice de infestação predial é o bairro Grilo com ações intensificando o combate ao mosquito Aedes Aegypti.
 Durante toda a semana será beneficiado com ações de combate ao mosquito, sendo a programação composta por formações de brigadas, apresentação de fantoches, distribuição de material informativo em exposição, blitz educativas, mutirão de limpeza, carro de som e as visitas domiciliares pelo agente de controle de endemias com a colocação de peixe beta nas cacimbas e tocas nos potes.
 No dia 18.03 (sexta feira) será o dia D “HORA DE DISPENSAR 15 MINUTOS PARA VISTORIAR A SUA CASA” na comunidade do Grilo com o mutirão de limpeza para eliminar os focos do Aedes Aegypti.

Maiores informações:
NUCENZ - Núcleo de Controle de Endemias e Zoonoses

quarta-feira, 2 de março de 2016

Secretaria Municipal de Saúde de Caucaia intensifica ações alternativas no combate ao mosquito Aedes Aegypti


Estudos mostram que 90% dos focos do Aedes Aegypti estão dentro das casas se proliferando em qualquer acumulo de água disponível. A participação e o envolvimento da população são essências para combater este mosquito. 
O mosquito se reproduz facilmente. A fêmea põe os ovos em qualquer depósito, até numa casca de ovo que cai do saco de lixo deixado descuidadamente aberto na calçada. No primeiro contato com gotinhas de água os ovos eclodem, viram larvas, pupas e depois o mosquito adulto. Tudo isso muito rápido. Com as condições de temperatura e umidade do Ceará, em oito dias o ovo, em contato com água, vira mosquito adulto e sai por aí ameaçando a saúde da população.  
O NUCENZ - Núcleo de Controle de Endemias e Zoonoses de Caucaia realiza por meio dos Agentes de Controle de Endemias ações alternativas, ou seja, além do peixe beta, nas localidades aonde os tambores estão entre os depósitos de maior preferência do Aedes Aegypti está sendo colocado tela e orientado o morador a importância da manutenção da tela. 

Maiores informações - 33428010
NUCENZ - Núcleo de Controle de Endemias e Zoonoses

sábado, 27 de fevereiro de 2016

Secretaria de Saúde de Caucaia Intensifica o Combate ao Aedes Aegypti. "Sucatas e Recicladores Recebem Pulverização com as Máquinas Costais"


O Setor de Controle de Endemias e Zoonoses através da sua Equipe de Controle Químico desde a ultima quarta feira - 23.02 deu inicio as ações de bloqueio químico costal nos estabelecimentos do tipo sucatas e recicladores, em decorrência do elevado risco de proliferação do Aedes Aegypti. Quinzenalmente esses estabelecimentos são monitorados pelo agente de controle de endemias, portanto sendo mapeado as sucatas e recicladores com reincidência de focos para a intervenção da pulverização costal. 
Vale ressaltar que a Vigilância Sanitária do município a cada semana em parceria com o Setor de Controle de Endemias e Zoonoses, realiza blitz de fiscalização a esses estabelecimentos aplicando os dispositivos legais, nas adequações dos estabelecimentos denominados Pontos Estratégicos - PE.
A ação marca uma das estratégias utilizadas pelo município no controle do Aedes Aegypti.
Maiores informações: 3342.8010

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Combate ao Aedes Aegypti em Caucaia Ganha Reforço




A Secretaria Municipal de Saúde de Caucaia por meio do Setor de Controle de Endemias e Zoonoses está em fase final de preparação do espaço físico do laboratório de reprodução dos peixes betas. Trata-se de uma excelente alternativo, em especial deve ser disponibilizado aos depósitos de grande acumulo de larvas. 

Conforme o planejamento, o laboratório estará reproduzindo cerca de 10.000 peixes da betas mês, possibilitando a efetivação da ação biológica, lembrando que aonde tivemos a colocação de Peixes Betas, os Índice de infestação foram reduzidos, em especial nos tanques e cisternas acima de 400 litros.

O Setor de Controle de Endemias e Zoonoses também aproveitou para homenagear o servidor agente de endemias já falecido. O laboratório recebe o nome JOSÉ LANUSSE PINTO GOMES, uma justa homenagem.